Salve Campinas #Coletivo Ajuntaê #Irmande Operária Coletiva

Mais uma vez na estrada, após a passagem por Serrana na semana passada, estamos nós nos encontrando com o pixe, em espaço fechado com cinco acentos, movimento a 110km/hr, e muita, mas muita, cana... Cana e cana, mais um pouco de cana e assim cana sob nossos olhos... ahh! Me lembro de ter visto algumas plantações de laranja...! Apesar da não variedade em cores, texturas, não há como a experiência de observar algumas horas a paisagem que se apresenta, deixar de ser agradável e mote para uma boa inspiração, reflexão e crescimento. Estrada que apesar de apresentar-se estagnada em cultivo, dá inspiração para nos munirmos de muitas sementes para plantar esperança, compromisso e afetividade a um mundo real e possível, verdadeiro à altura dos olhos.

Vamos nós operários da música, alcançar uma plataforma para que todos e todas possam sentir e visualizar que é possível se expressar e entender o mundo à sua volta, que é possível viver de música, e apreciar música autoral, expressiva e que dá linha às ideias e faz reconhecer a si mesmo, o outro e fundamentalmente o mundo ao redor. Reconheçamo-nos a nós mesmos e o mundo ao redor, reforma agraria já!


Disseminemos a graça em expressar-se Rélpis, com amor e efetividade no espaço, de ser quem somos e principalmente responsáveis com o mundo e com todos, no proclamar a responsabilidade da valoração do outro por ser quem é. Indiscriminando raça, cor, gênero; todos na missão e intuito de igualdade/liberdade responsável e acordada sobre as injustiças e desigualdades ainda presentes.

E assim, estrada afora, fomos acolhidos pela família “Ajuntaê”, coletivo campineiro! Casa nova, espaço aconchegante, e com vista interessante, da sacada podemos ver o estádio do Guarani e Ponte Preta!

Nesta noite de sábado campinense, curtimos a discotecagem do caríssimo Gabriel, famoso “Fedel” , que para nossa honra preparou a casa de festa “Mog” com muita música nacional independente , criando o gosto na galera presente e botando chapa quente para a entrada dos senhores amigos “Neviltons”.
Após boa danssança, dormimos agradavelmente muito bem na hospedagem solidária dos e das Ajuntas ê, e já deixamos a deixa que será muito bem aproveitado o espeço em nossas futuras andanças por campinas!

Destino traçado, “Casa São Jorge” e a famosa feijoada do almoço, especialidade da casa sambística!
Dominguera bunita dimais!
Lá fomos nós brincar um pouco nos palcos da vida... ! O show foi agradável no último, e é claro não há como não ressaltar a estada camarada junto a nós nestes dias e que pudemos ter a honra em estar junto, Dj YoungMan, diretamente de São Carlos/Aparelho Coletivo, mandando discotecagem e realizando infinitos efeitos digitais em nossa cantoria acústica instrumental, ele e que foi premiado nestes tempos pelo itaú cultural para desenvolver trabalho experimental contemporaneíssimo com Di Freitas e cantoras, deêm uma sacada:
Bortô na Sede Coletivo Ajuntaê

http://aparelhofde.wordpress.com/2011/09/12/rumos-da-musica-itau-cultural-em-nossa-sede/

Salve Campinas, até semana que vem no Feia,

Festival do instituto de Artes da Unicamp - www.feia.art.br

Muita Vida a todos Nós,

Conra

Os Rélpis Convida #01 - Almghty Devil Dogs

Em conjunto com o Coletivo Artístico Colméia Cultural, a banda Os Rélpis surge com a proposta de movimentar a cena cultural independente de Araraquara apresentando o projeto “Os Rélpis Convida”. Este consiste na abertura de um espaço de articulação entre artistas da cidade e outros que cruzaram sua trajetória com a banda ao longo dos três anos de sua existência. Com esta atitude pretende-se fomentar cultura, singularizando-a num espaço para disseminar a arte produzida na cidade e região. O evento ainda contará com a apresentação teatral de um grupo convidado a cada edição.



Banda de Bauru que é uma mistura de punk rock 77, com surf music e cinema de horror. Formada em 2003, gravou uma demo com 4 músicas, “The Subssessions” que rapidamente se tornou destaque no site Trama Virtual. Algumas apresentações depois, a Almighty decidiu cuidar de outros projetos e fez uma pausa de quatro anos. Em 2008, a banda retorna com dois novos integrantes, novas composições e com “The Subssessions” distribuído pela Reverb-Brasil, portal especializado em surf music. No ano seguinte, participam do 3° Festival Contato (São Carlos/SP) e lançaram o single virtual “Corre!” para download gratuito, parceria dos sites piscesrecords.com.br e reverb-brasil.org. Também gravaram uma faixa que integrará o tributo a banda The Cramps, lançamento previsto para este ano. Outra versão produzida pela banda, "The Invasion of the Dragonmen", foi escolhida para integrar a coletânea norte-americana "These Clones Are Real... a tribute to Man or Astroman?", um tributo a banda Man or Astroman?. Em 2010, a banda fez várias apresentações no circuito independente paulista, cinco delas no Festival Grito Rock (fev/2010), além do convite para tocar na Virada Cultural Paulista (Bauru), onde se apresentou ao lado de Ultraje a Rigor e Pública. Também realizou show no V Festival Rock do Bem e VI Festival Rock do Bem (Bauru), III Solydary Rock (Bauru), Festival Macaco (São Carlos), Livraria da Esquina (São Paulo) e Noite Fora do Eixo nas cidades de Campinas (Bar do Zé), São Carlos (Palquinho UFSCar) e Bauru (Aldeia e Jack Music Pub).

Já em 2011, a banda participou de 3 edições do Grito Rock 2011 (Bragança Paulista, Jacareí e São José dos Campos) e lança em breve seu primeiro álbum auto-intitulado que contém 12 faixas de estúdio e faixas bonus com versões ao vivo e mais.

A banda é formada por: Vinicius (Guitarra/Vocal), Mel (Baixo/Bck Vocal), Gu Richieri (Guitarra/BCK Vocal), Montinho (Bateria) e Abadá (FX)